Português Inglês Espanhol

Formação em Avaliação Psicológica: Situação, Desafios e Diretrizes

23/09/2019

A Avaliação Psicológica (AP) é uma prática prerrogativa e exclusiva do psicólogo, sendo considerado um campo de conhecimento básico para sua formação. Sendo assim, é importante o desenvolvimento de habilidades para realizar essa atividade, tais como desenvolver a compreensão sobre técnicas de coleta de informações, entender sobre a integração de dados provenientes de diferentes fontes e saber relatar resultados e elaborar uma devolutiva de informações com vistas ao entendimento de um indivíduo ou grupo, propondo alguma intervenção e/ou tomada de decisão em relação aos avaliandos. Para isso, é importante compreender se a qualificação para realizar a Avaliação Psicológica é garantida com a formação de psicólogo. Especificamente, admitindo que existam problemas em nossa formação, é imprescindível identificar os entraves, pensar os desafios e discutir diretrizes para alavancar esta área ou, inclusive, repensar o escopo de atuação do psicólogo.

 

Highlights:

  • Diversos estudos mostram a pluralidade de terminologias e ênfases da AP, variando as nomenclaturas, o número de disciplinas, as abordagens utilizadas e as horas dedicadas à formação;
  • Grande parte dos profissionais e alunos não se sentem capacitados para exercer a AP. As demandas, quase sempre, têm a ver com formação deficiente na graduação;
  • As disciplinas de AP são comumente ofertadas nos primeiros períodos, focadas, sobretudo, em testes específicos, principalmente os que avaliam personalidade e inteligência;
  • Os profissionais sabem pouca coisa acerca de quase tudo, não se diferenciando de estudantes, inclusive com atitudes próximas as de leigos: muitos não conhecerem resoluções, órgãos ou sistemas que regulam sua prática profissional;
  • Apesar dos avanços na área, é preciso pensar no papel da AP como transitório, sendo necessário se preocupar não só com a qualificação no mais alto nível de um grupo seleto, mas também na formação de novos profissionais;
  • A formação adequada em AP demanda um período extenso de treinamento intensivo e experiência supervisionada para o uso adequado dos testes;
  • Existem diversos psicólogos que fazem um esforço importante por definir um rol de competências para quem pretende realizar e se formar em Avaliação Psicológica.

 

Referência:

Gouveia, V. V. (2018). Formação em Avaliação Psicológica:  Situação, Desafios e Diretrizes. Psicologia: Ciência e Profissão, 38, 74-86. https://doi.org/10.1590/1982-3703000208641

Link para acesso ao artigo completo: http://www.scielo.br/pdf/pcp/v38nspe/1982-3703-pcp-38-nspe1-0074.pdf

Mural

Associe-se ao IBAP e tenha acesso ao Boletim com importantes atualizações na área de AP

Propostas da diretoria 2019-2021