Português Inglês Espanhol

Instrumentos de autorregulação emocional: uma revisão de literatura

12/03/2019

A regulação emocional é o processo consciente de comportamentos, sentimentos e emoções na busca do alcance de um objetivo. A inclinação e resiliência para concluir um objetivo quanto o lado mais emocional desse construto são ligados a desfechos positivos em saúde, bem estar e relacionamentos, além de prevenir e diminuir estados depressivos, ansiosos e comportamentos agressivos.

Para a avaliação da regulação emocional, existem dois principais modelos: o Difficulties in Emotion Regulation Scale (DERS) e do Emotional Regulation Questionnaire ERQ). O primeiro identificada as dificuldades em regular as próprias emoções e é dividido em quatro fatores. Já o segundo, possui dois fatores ligados tanto à emoções positivas e negativas. O estudo de Helder Henrique Viana Batista e Ana Paula Porto Noronha buscou revisar a literatura brasileira do tema, através da plataforma SciELO, com um enfoque nos instrumentos utilizados.

 

Highlights:

  • O instrumento Trait Meta-Mood Scale (TMMS-24) foi o mais usado, seguido do DERS e ERQ.
  • A inteligência emocional teve forte associação com a regulação emocional, seguindo a tendência da literatura.
  • Conforme esperado, os modelos DERS e ERQ foram os mais frequentemente usados.
  • A ansiedade e a depressão também foram associadas à dificuldade de autorregulação no contexto brasileiro.

 

Referência:

Batista, Helder Henrique Viana, & Noronha, Ana Paula Porto. (2018). Instrumentos de autorregulação emocional: uma revisão de literatura. Avaliação Psicológica, 17 (3), 389-398. https://dx.doi.org/10.15689/ap.2018.1703.15643.12

Mural

CFP é contrário à mudança do prazo de validade do registro de arma de fogo de 5 para 10 anos

A função da avaliação psicológica é proteger a sociedade de eventuais riscos pelo uso indevido de um recurso potencialmente letal como a arma de fogo

CFP publica nova resolução sobre a elaboração de documentos escritos e produzidos pelo psicólogo

Resolução institui regras para a elaboração de documentos escritos e produzidos pela (o) psicóloga (o) no exercício profissional e revoga a Resolução CFP nº 07/2003 e Resolução CFP nº 15/1996